A nuvem ajudando a prevenir desastres de TI

[LoginRadius_Share]

No texto de hoje vamos falar sobre como prevenir desastres de TI.

Empresas que ainda não migraram seus ativos de missão crítica para a nuvem convivem com problemas de perda de hardware, software e dados por algum desastre natural ou sobrecargas de equipamentos.

Com a computação em nuvem e uma solução de recuperação de desastres como serviço (DRaaS – Disaster Recovery as a Service), isso não é mais um problema, pois os dados estão sempre disponíveis para você e seguros em outro local com vários backups e geradores de energia.

Além disso a cloud computing oferece tempos de recuperação mais rápidos e disponibilidade de vários sites em uma fração do custo da recuperação convencional de desastres. E entre os tipos de nuvem, o modelo híbrido vem se consolidando por sua flexibilidade e segurança.

Se você ainda não está convencido de que a cloud computing ajuda a prevenir desastres de TI, confira esses números do relatório de segurança na nuvem da McAfee, “Building Trust in a Cloudy Sky” ou, em português, Construindo confiança em um céu nublado.

Números do relatório de segurança na nuvem da McAfee:

– 93% das organizações atualmente estão usando os serviços da nuvem;
– Em 15 meses, 80% de todos os orçamentos de TI estarão comprometidos com soluções em nuvem;
– A adoção da nuvem híbrida cresceu 3 vezes no ano passado, aumentando de 19% para 57% das organizações pesquisadas;

Quais as vantagens da nuvem para prevenir desastres de TI?

A computação em nuvem, baseada na virtualização, adota uma abordagem muito diferente para a recuperação de desastres. Com a virtualização, todo o servidor, incluindo o sistema operacional, aplicativos, patches e dados, é encapsulado em um único pacote de software ou servidor virtual. Todo esse servidor virtual pode ser copiado para um centro de dados externo e rodar em um host virtual em questão de minutos.

Com a computação em nuvem, a recuperação de desastres torna-se muito mais econômica com tempos de recuperação significativamente mais rápidos. Uma vez que o servidor virtual é independente de hardware, os sistemas e dados podem ser transferidos com segurança e precisão sem a necessidade de recarregar cada componente do servidor.

Isso reduz drasticamente os tempos de recuperação em comparação com as abordagens convencionais (não virtualizadas), onde os servidores precisam ser carregados com o sistema operacional e software aplicativo e corrigidos para a última configuração usada na produção antes que os dados possam ser restaurados.

Como um parceiro de DRaaS pode posicionar sua empresa na era da nuvem

Ao contar com um parceiro de DRaaS você irá obter o verdadeiro e pleno potencial da nuvem para prevenir desastres de TI com toda a flexibilidade e segurança.

Entre as vantagens de um parceiro de recuperação de desastres como serviço estão:

– Reduzir os riscos: para garantir que você possa sobreviver aos impactos maiores e menores em seu negócio;
– Posicionar seu negócio na era da nuvem: para desenvolver uma estratégia em nuvem que atenda às necessidades de sua empresa;
– Alinhar as prioridades de TI com o valor do negócio: para demonstrar claramente o valor das decisões de TI para o negócio.

Ao substituir a infraestrutura on premise por um serviço, com uma solução de DRaaS que leve sua empresa à nuvem de forma rápida e fácil, você elimina sua dependência de plataformas de hardware.

Conte com a Eiti Gestão de TI e a solução de replicação virtual Zerto para migrar e proteger aplicativos de missão crítica para o melhor modelo de nuvem para sua empresa, seja ela privada, pública ou híbrida.

Cloud Broker - especialistas em nuvem para sua empresa - Eiti Gestao de TI

[LoginRadius_Share]