Como escolher profissionais para montar uma equipe de suporte em TI

[LoginRadius_Share]

Escolher bem os profissionais é só o primeiro passo para criar e aumentar a performance da equipe de suporte em TI. A dificuldade está em manter o time interno desempenhando bem, pois a área de tecnologia demanda uma atualização constante.

Confira neste post as habilidades necessárias para a contratação de um analista de suporte em TI.

1. Conhecimento técnico

As pessoas gostam de ser atendidas por um profissional que passe segurança e credibilidade, e essa expectativa só aumenta entre os usuários de TI. O analista precisa ter o conhecimento técnico referente ao suporte que ele vai prestar. Sem esse conhecimento, o serviço não terá a qualidade esperada e, como resultado, você pode ter um ou muitos clientes a menos na sua empresa.

2. Conhecimento em idiomas

É desejável que o analista tenha um certo domínio da língua inglesa, porque muitos termos técnicos têm origem no inglês e não são traduzidos para o português. Logo, ter esse conhecimento, além de ser um diferencial muito interessante, é útil e economiza tempo na comunicação interna.

3. Habilidade para lidar com pessoas

O analista de suporte pode ter um conhecimento técnico muito aprofundado mas, se não souber como transmitir isso ao usuário em uma linguagem que ele entenda, de nada valerá. Muitas vezes os usuários de TI são leigos em tecnologia e precisam das informações mais simplificadas. Portanto, é preciso fugir do “tecniquês”. Além disso, é sempre bom reforçar: um bom atendimento é sempre desejável para gerar uma boa imagem para a empresa e aumentar a satisfação do cliente.

4. Visão de negócio

O suporte de TI é uma área fundamental para manter os sistemas e processos da empresa rodando. Por vezes, pode até mesmo ser crítica para o negócio, dependendo do segmento de atuação. Portanto, a visão ampla sobre os negócios é fundamental para que o profissional de suporte de TI consiga utilizar a tecnologia como sua aliada e tornar a empresa mais competitiva.

A responsável pela área de Recursos Humanos da Eiti, Francine Thomaz, destaca as habilidades que um profissional de TI deve ter.

1- Ser autodidata: a tecnologia não espera! Tudo muda muito rápido, e, quando você menos espera, o que sabia já se tornou obsoleto.

2- Falar inglês: o inglês é o mínimo; o profissional que fala mais de um idioma e tem um bom perfil técnico, torna-se mais completo e tem mais chances de conquistar as melhores vagas.

3- Conhecimento de outras áreas: saber só de TI não é mais suficiente quando, numa reunião de times, você está com o CEO da empresa, o comercial e o RH. Visão de negócio acrescenta muito!

4 – Trabalho em equipe: a ideia do profissional de TI fechado, que pouco falava e muito desenvolvia, cai por terra todo dia. É preciso compartilhar!

Para uma equipe interna de suporte em TI, acompanhar as novidades que surgem na área de tecnologia exige muito esforço e capacitação. Com a contratação de um parceiro de terceirização de TI, com especialistas nestas áreas, a sua equipe fica mais disponível e pode ser utilizada para focar em questões estratégicas, que trazem mais resultados para o negócio da empresa.

A Eiti oferece serviço de terceirização, incluindo gerenciamento físico e/ou remoto, monitoramento e suporte em TI. Dessa forma, você não precisa direcionar tempo para selecionar um profissional e evita a burocracia de contratação. Ganha em tempo e em redução de custos, além de ter disponíveis profissionais altamente capacitados.

Saiba mais:

Quatro dicas para melhorar a gestão do seu suporte técnico

[LoginRadius_Share]
Comentários