Gestão de Ativos de TI – Por que é importante?

[LoginRadius_Share]

Você já ouviu falar de Gerenciamento de Ativos de TI? Contar com uma infraestrutura de Gestão de Ativos de TI na empresa é essencial para otimizar processos internos. Com as melhores práticas de gestão, a implementação desse método tem como objetivo garantir o sucesso e longevidade do negócio. Isso evita desperdícios de recursos em áreas que não apresentam resultados eficientes e contribui para inovações tecnológicas no negócio.

Mas afinal, o que é Gestão de Ativos de TI?

Gestão de Ativos de TI compreende a prática de gestão integrada de todos os elementos de softwares e hardwares com o propósito de controlar e gerenciar ativos que uma empresa tem. É ocasionalmente chamado de Gestão de Inventário de TI. Isso se dá porque também pode envolver a coleta e análise de dados detalhados sobre o inventário de softwares e hardwares.

Gestão de Inventário de TI

A Associação Internacional de Gerenciamento de Ativos de TI define Gestão de Ativos de TI como um “conjunto de práticas que incorpora Ativos de TI das unidades de negócio da organização”. Essa gestão aglomera responsabilidades e dados dos setores financeiros, inventários, contratuais e de risco. Ela serve para administrar de forma completa o ciclo de vida dos ativos, incluindo a tomada de decisões estratégicas e táticas.

Como funciona na prática?

O Gerenciamento de Ativos de TI pode ser uma área muito ampla e envolver processos diversos. Confira a seguir os dois tipos de gerenciamento mais comuns presentes na área de TI: Gerenciamento de Hardware, e Gerenciamento de Software.

Gerenciamento de Hardware e Gerenciamento de Software

O Gerenciamento de Ativos de Hardware trata da manutenção, aquisição e descarte de equipamentos físicos como computadores, servidores, impressoras, teclados, etc. Já o Gerenciamento de Ativos de Software é um conjunto de práticas que leva à tomada de decisão de gerenciar programas, controlando custos e otimizando processos de acordos com as necessidades da empresa. Ambos podem ajudar na organização da empresa ao gerenciar dados de ativos, para agilizar rastreamentos de ativos e também otimizar ferramentas analisando ciclo de vida e possíveis deficiências.

Quais as vantagens de uma eficiente Gestão de Ativos de TI?

Antecipar problemas é uma das principais vantagens da Gestão de Ativos de TI. Isso se dá, pois é possível fazer análise preditivas, identificando e corrigindo erros e danos com facilidade e antecedência. Com isso, pode-se criar um histórico de alterações para continuar monitorando o desempenho de ativos.

Vantagens da Gestão de Ativos de TI

Reduzir custos com a infraestrutura é sempre uma solução interessantes para processos que não funcionam como o esperado. Ao promover a Gestão de Ativos, você consegue ter informações detalhadas e precisas para otimizar a vida útil dos equipamentos e auxiliar na tomada de decisão de novas aquisições e descartes.

Ganhar eficiência na rotina do dia a dia é essencial para o bom funcionamento de uma empresa. Por isso, a Gestão de Ativos busca sempre monitorar e corrigir erros para otimizar processos. Ela aumenta a produtividade e reduz possíveis prejuízos e mal desempenho.

Qual o momento certo de promover a Gestão de Ativos de TI?

Com as últimas transformações na tecnologia, todas as empresas passaram e devem passar pela era de transformação digital, focando na manutenção e atualização ferramentas novas e eficientes na área de TI para melhores resultados. E, se engana quem pensa que apenas se aplica Gerenciamento de Ativos de TI em grandes empresas. As pequenas empresas também merecem foco e atenção.

Implementação da Gestão de Ativos de TI

A função dos ativos da empresa é uma peça fundamental para seu funcionamento. Pense na importância de equipamentos nas tarefas do dia a dia. Os computadores por exemplo, costumam ser a principal ferramenta de trabalho dos funcionários. E, qualquer dano ou má desempenho apresentado, pode até comprometer o funcionamento da empresa. Por isso, é muito importante sempre estar atento a dados e informações internas.

Se seus equipamentos apresentam panes e irregularidades, esse é um indicador de urgência que você deve priorizar a Gestão de Ativos de TI. Outro indicador que pode ser considerado como um sinal para implementar a Gestão de Ativos de TI é o baixo desempenho e rendimento de seus colaboradores, que pode se dar por problemas na infraestrutura de trabalho. 

Por onde começar e como continuar?

Agora é a hora de toda os funcionários brilharem  e a empresa traçar o caminho para o sucesso e bom desempenho da Gestão de Ativos de TI. Confira a seguir algumas dicas que podem facilitar o entendimento, controle e organização na prática:

1)    Controle todos os seus ativos

O princípio básico da Gestão de Ativos de TI é controlar e otimizar todos os ativos de uma empresa. Para isso, o primeiro passo a se fazer é ter um inventário de infraestrutura de todos os equipamentos e ferramentas que fazem parte das operações da sua empresa.

Fazendo esse controle você terá uma visão melhor e bem estruturada não só do seu inventário, mas também da infraestrutura do negócio, como suas correlações e dependências. Com isso, você poderá conduzir as estratégias de inovação tecnológica com mais facilidade.

Controle de Gestão de Ativos de TI

2)    Noção de Custos

Outro passo importante para a Gestão de Ativos de TI é controlar os custos dos ativos da empresa. Ter uma boa noção de custos pode ajudar a fazer uma relação com a produtividade. Por isso, é importante definir métricas de custo e indicadores que apontem os custos totais de ferramentas de infraestrutura.

Essas ações têm algumas vantagens para os negócios como usar ferramentas de modo mais eficiente, visto que suas despesas foram calculadas. E melhor visão do dinheiro gasto, para medir a possibilidade de fazer novos investimentos.

Custos da Gestão de Ativos de TI

3) Compreenda o Conceito de Depreciação

Se você pensa em depreciação e automaticamente já liga essa ideia a condições de uso de equipamentos, você deve considerar um novo sentido aplicando o conceito na área de TI. A depreciação no Gerenciamento de Ativos de TI trata-se de suporte oferecido para ferramentas por outras empresas. Por isso, é muito importante para uma boa gestão manter uma relação próxima com fornecedores, controlar contratos de empresas que prestam suporte e planejar com antecedência atualizações tecnológicas.

4) Controle Constante

Implantado uma Gestão de Ativos de TI, a atualização de inventários deve ser um processo frequente. Há vários métodos de atualizar inventários. Como por exemplo, criar um centro de monitoramento próprio ou por outsourcing da tarefa. Todos sabem que tecnologia é uma parte fundamental para o negócio avançar com eficiência e agilidade em suas metas de sucesso. Por isso, uma dica é que o inventário seja controlado por sistemas automatizados.

 Inventário de Ativos

Se você procura por alguma empresa que te ajude da melhor forma possível, a Eiti Soluções pode te auxiliar a implementar a Gestão de Ativos de TI com máxima qualidade. Nossa equipe qualificada está sempre pronta para oferecer serviços de alta satisfação. Confira agora mais informações no nosso site. E não deixe de acompanhar mais conteúdos como esse em nosso blog! Até a próxima.

[LoginRadius_Share]